[1]
P. Linhares Della Nina, “DO MANDATO SEM REPRESENTAÇÃO DE PORTUGAL”, CJSIURJ, vol. 2, nº 1, p. 96-114, abr. 2021.